solicitação de

TRANSFUSÃO

Você já sabe, mas nunca é demais repetir! 

A solicitação de transfusão é muito importante para a segurança transfusional e o médico deve cumprir todas as etapas e recomendações necessárias para sua correta realização.

Por definição da legislação sanitária brasileira e determinação técnica do Ministério da Saúde, um serviço de Hemoterapia só está autorizado a liberar um hemocomponente para transfusão mediante solicitação por escrito, com assinatura legível do médico responsável e seu CRM. 

A solicitação deve conter de forma legível o nome, prontuário, localização hospitalar, idade, sexo e peso do paciente, história transfusional, diagnóstico e justificativa da transfusão, componente solicitado, volume e recomendações especiais para a transfusão, como filtração, irradiação, fenotipagem, aliquotagem ou lavagem. 

Essas recomendações são importantes para a segurança do médico, do enfermeiro responsável pela transfusão e do paciente. Por isso, solicitações informais e documentos com preenchimento incorreto não são aceitos para fins de atendimento da transfusão. A solicitação feita através de sistemas informatizados é possível e deve atender às mesmas recomendações.

 

 

Modelo de Requisição de Transfusão (RT) usado pela hemorrede do Ceará adequado às recomendações da PRC/MS Nº 05/2017 e RDC 57/ANVISA.

O médico é responsável pelo preenchimento da solicitação.Todas as informações previstas no formulário são importantes para o atendimento da transfusão. Preencha tudo sem abreviaturas e com letra legível (de preferência em letra bastão).

As informações de identificação do paciente, localização hospitalar, identificação do solicitante, tipo de hemocomponente ou hemoderivado solicitado, quantidade, volume e modificações devem estar acompanhadas do diagnóstico, indicação, resultados dos testes laboratoriais mais recentes e que justifiquem a indicação. O histórico transfusional do paciente também deve ser informado.

As informações da RT serão inseridas no sistema informatizado de gerenciamento do serviço de hemoterapia do Hemoce para que haja rastreabilidade completa da transfusão. A via física do formulário será arquivado por 20 anos. Com essas informações é possível chegar do paciente ao doador e vice e versa.

O preenchimento dos dados relativos ao componente e às provas pré-transfusionais é feito pela Agência Transfusional responsável pelo atendimento. A partir delas é possível rastrear o profissional responsável por cada uma das etapas do atendimento.

RECOMENDAÇÕES PARA O MÉDICO

  1. Preencha COMPLETAMENTE e CORRETAMENTE.
  2. Use letra bastão se possível.
  3. Assine com nome, CRM e carimbo.
  4. Não rasure a solicitação.

 Fique por dentro e conheça a forma correta de realizar a solicitação de transfusão no hospital em que você trabalha.

O preenchimento incorreto da RT pode causar erros no atendimento da solicitação e resultar em reações transfusionais graves. 

Você não quer risco para seu paciente.  A segurança da transfusão começa com um pedido bem feito.

Baixe nosso aplicativo

©2019 – 2020.  Todos os direitos reservados | Apoio: Hemoce
Email: contato@educasangue.com.br